terça-feira, 12 de agosto de 2008

Danças Judaicas

A dança judaica tem a origem nas tradições bíblicas e era vista como um meio de expressar a alegria e os sentimentos da comunidade através de gestos corporais. Essa arte de expressão corporal sofreu influências judaicas e não judaicas.

A arte gestual da dança representava para os judeus um meio de entretenimento sempre presente nas principais comemorações.

Nas sociedades mais religiosas não era bem visto membros dançarem com o sexo oposto.
Cada grupo da diáspora apresentava uma tradição de dança distinta para comemoração de casamentos, bar-mitzvá e outras datas festivas. Os nomes das danças dos asquenazes da Europa Oriental correspondiam às diferentes variações da música Klezmer e eram utilizadas como elo de ligação nas cerimônias judaicas.

As danças israelenses têm diversas origens e tradições e são caracterizadas por quatro estilos mais influentes: Hora, o Chassídico, o Iemenita e a Debka Árabe.

A primeira dança judaica, a Hora, também dançada na Romênia, é caracterizada pelos seus passos ágeis e acrobáticos. É uma dança de roda dançada com as mãos bem unidas.

As danças chassídica e iemenita surgiram em territórios sob o domínio do Império Russo e os movimentos são direcionados ao céu, representando servir a Deus. Elas são dançadas em comemorações como por exemplo, Lag Baomer, Simchá Torá, Brit Milá.

No Iêmen não era permitido aos judeus dançar em público. Para superar essa barreira, eles criaram passos de dança com pulos sem sair do lugar e possíveis de serem realizados em um espaço limitado. Essa dança era exclusivamente masculina e apresentava pouca variedade de passos, mas riqueza de movimentos.

Para os árabes a dança faz parte da sua vida cotidiana. Na dança Debka árabe as pisadas são fortes e seus movimentos são baseados nos movimentos dos pés. Essa dança não possui começo nem fim e é dançada por tempo indeterminado.

Os judeus tiveram uma grande contribuição no desenvolvimento do balé e da dança moderna na Europa, nos Estados Unidos e Israel. Segundo Paul Johnson os Ballets Russes na Rússia e na França, foram principalmente um criação judaica.

Em Israel, imigrantes franceses e de outros países europeus, assim como judeus locais, criaram a importante companhia de dança Israel Ballet. Este grupo é composto tanto de israelenses natos como de emigrantes da antiga União Soviética. A dança contemporânea é oriunda da dança popular israelense e de influências européias.

Atualmente a dança israelense é uma das principais manifestações culturais do povo judeu. Ela é bastante divulgada e difundida no mundo todo através de festivais.

Vários grupos e coreógrafos israelenses tornaram-se mundialmente famosos. Em São Paulo, a companhia Ballet da Cidade apresenta freqüentemente coreografias israelenses.


Patricia Wechsler é bailarina clássica, mestranda UFRJ em letras francesa e..... minha adorada namorada

2 comentários:

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Estava quase perguntando se você andava fazendo apresentações de danças judaicas, Léo. Hehehe
Abraço

Bela Malta disse...

Muito esclarecedor o texto! Se possível gostaria quye me passasse algum email de contato com a escritora do texto para maiores informações e referencias literárias referentes ao assunto...
meu email: belinhapinheiro@hotmail.com
abç.
Isabela